Buscar
  • Juliana Dias

Poema premiado 1- Por Marly Rocha

Eu escritora nasceu,

Latente no hábito de leitura

Lia para gente simples

Com olhar apreensivo, vida dura.

Gostoso sentir a reação,

Emanada do coração,

De quem escuta as palavras como semeadura!

Abraçando como norte a vivência

Teia iniciada na infância,

A cada fio tecido

Renasce a esperança!

Ampliar o traçado, novas fontes,

Redescobrir novos horizontes,

Escrever, recriar, sem temperança!




10 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo