Buscar
  • Juliana Dias

Escrita Criativa na Escola: uma atividade

Como tornar o trabalho com gênero textuais mais vivo e criativo na escola? Nas palavras de Charles Bazerman, no livro Gênero, Escrita e Agência, "admite-se que o conhecimento é feito de palavras e que palavras são feitas por pessoas, e que pessoas têm suas próprias preocupações para cuidar, ou, o que é pior que as pessoas estão de tal forma controladas pelas palavras que usam, e as palavras usam as pessoas para reproduzir as palavras. Palavras mais parecem uma forma de DNA linguístico que inevitavelmente se recriam através dos seres humanos" (p. 105).


Vamos assumir uma postura mais crítica e sensível e nos filiarmos a uma educação engajada e criativa? A professora Sila Marisa propôs uma atividade de escrita de BULAS POÉTICAS para estudantes de 14 e 15 anos e vejam que lindo trabalho pode nos inspirar especialmente nestes tempos tão desafiadores que vivemos. Com vocês: a autora protagonista!


NOME DO REMÉDIO

Respeito

____________________________


COMPOSIÇÃO

Amor e aceitação


USO

A cada momento (nunca esquecer)


INDICAÇÃO

Em caso de convívio com a sociedade.


PARA QUE FUNCIONA

Para ser um ser humano decente.


QUANDO NÃO USAR

Indicado para usar a todo instante.


ONDE E POR QUANTO TEMPO GUARDAR

Guardar sempre no coração.


O QUE FAZER QUANDO ESQUECER

Tomar vergonha na cara e tomar.


QUE MALES PODE CAUSAR

Se você considerar qualquer tipo de amor um mal, então vários.


É DE GRAÇA E NÃO PRECISA DE PRESCRIÇÃO MÉDICA.


(Nina Rosa, 9º Ano/2021, Escola Waldorf Moara)


Vamos poetizar e transformar nosso DNA linguístico criativo? Para quem quiser aprofundar no poder da imagem poética, sugerimos a leitura de Gaston Bachelar em "A poética do devaneio".



145 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo