Buscar
  • Juliana Dias

Vamos ler um conto? "Os números e as letras", por Ray Oliveira

Espalhou-se a notícia que Números e Letras unirão suas vidas, em matrimônio, no fim de semana.

- Que coisa absurda, disse o Dicionário.

- Essa é para enlouquecer a Academia de Letras, disse a Caneta.

- Nunca mais serei utilizada, disse a Borracha, assustada.

E assim, passou-se a semana, nesse ti ti ti.

É chegado o dia. Para não terem problemas e maldosos comentários, apenas um grupo seleto de convidados: o “X” da questão, os amigos COMPLEXOS, o grande INFINITO e a amiga MATEMÁTICA. A amiga LÍNGUA PORTUGUESA também não poderia faltar. E o “ABECEDÁRIO”, claro, estava presente. Cheio de plumas e paetês, dada a sua importância na vida dos dois amantes. Chegou-se à conclusão de que o Abecedário era o único amigo em comum nesse estranho casamento.

Descobriu-se, não se sabe porquê, que a Soma, a Subtração, a Multiplicação e a Divisão, ficaram de fora dessa grande celebração amorosa! Indignados com tal desfeita, foram tomar satisfação com os Números:

- Como se atrevem a nos deixar fora dessa grande festança amorosa? Sem nós, muita coisa no mundo ficará sem resposta. - Palavras da Soma.

- Agora, você escolhe o que quer da sua vida. Jamais poderá aumentar sua família, disse a Multiplicação.

E assim foi uma chuva de reclamações da Divisão e da Subtração.

E, não mais que de repente, em um ímpeto maldoso, as quatro amigas se juntaram e bateram em todos os números. Sem dó, nem piedade. E foram embora felizes porque impediram o casamento de Letras e Números.

Foi aí que o Abecedário apareceu, escreveu e substituiu os Números por outras imagens tão importantes. Ficaram, assim, números vestidos de letras: UM, DOIS, TRÊS, QUATRO, CINCO, SEIS, SETE, OITO, NOVE. E o ZERO também estava na dança.

De tal modo, Números e Letras conseguiram se casar e governaram esse mundo mágico, fazendo dessa grande união a composição de todos os conhecimentos.

E esse amor provou que Letras e Números formam essa cadeia poética, vivendo felizes para sempre! Cada um com sua natureza construindo parte dessa dança que, tão harmoniosamente, constitui esse espetáculo no universo.

Todavia, ficou um grande mistério para ser resolvido: Oito xis menos seis xis é igual a mil.

Quem encontrar a resposta saberá o que aconteceu com as amigas Quatro Operações.

InQuieta a tua mente e verás morrer teUs sonhos e realIzações. MovimeNte-se! Há Lugar para todos no mundo! Por isso as quatro opErações se uniram novameNte e consTruíram a sua rede de apoio com a Língua POrtugueSa:

A Multiplicação e o Ponto estão juntos. O Travessão e a Subtração “tiram” ideias guardadas que se revelam em um diálogo. A Adição só pensa em juntar o Travessão com os Dois Pontos formando a família da Divisão.

Assim, eles entenderam que há lugar para todos nessa cadeia de conhecimentos. Letras e Números, finalmente se juntam formando a Academia de Letras e Números que habita nossas ideias e o XIS da questão continua movimentando o mundo.



58 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo